Ir al contenido

Dialnet


Dificuldades e estratégias de ensino e aprendizagem da geometria e grandezas no 5. º ano de escolaridade do ensino básico nas escolas E. B. 2/3 da Madalena e E. B. 2/3 de Pedrouços do distrito do Porto

  • Autores: Daniela Filipa Mascarenhas Martinho
  • Directores de la Tesis: Tomás Sola Martínez (dir. tes.), Francisco Javier Hinojo Lucena (dir. tes.), Joao Maia Sampaio (dir. tes.)
  • Lectura: En la Universidad de Granada ( España ) en 2011
  • Idioma: portugués
  • Tribunal Calificador de la Tesis: Andrés Navarro Galera (presid.), Manuel Lorenzo Delgado (secret.), Isabel Cantón Mayo (voc.), María Concepción Domínguez Garrido (voc.)
  • Materias:
  • Enlaces
    • Tesis en acceso abierto en: DIGIBUG
  • Resumen
    • O presente trabalho tem como objectivos gerais diagnosticar as dificuldades, dos alunos do 5.º ano de escolaridade, no processo de ensino e aprendizagem de algumas noções de Geometria e Grandezas (perímetro, área e volume) e averiguar se certas actividades de investigação e a resolução de problemas melhoram a aprendizagem dos alunos nesse ano de escolaridade.

      Neste sentido, levantaram-se duas questões fundamentais às quais pretendemos responder:

      - As aprendizagens realizadas pelos alunos no 1.º CEB influenciam as do 2.º CEB, no domínio da Geometria e das Grandezas? - Que contributo poderá ter a inserção de certas tarefas, actividades de investigação, bem como a manipulação de materiais, na aquisição das competências essenciais previstas para o 5.º ano de escolaridade, no domínio da Geometria e das Grandezas? A fundamentação teórica deste trabalho inclui uma abordagem geral ao ensino e aprendizagem da Geometria e das Grandezas, incluindo uma caracterização das teorias de desenvolvimento de Piaget e Vygotsky e da teoria sobre a aprendizagem da Geometria de van Hiele; o enquadramento da Matemática e da Geometria no sistema curricular português e uma análise da Geometria e das Grandezas nos 1.º e 2.º ciclos do ensino básico.

      O presente estudo segue uma metodologia de carácter misto, por acharmos a mais ajustada ao problema de investigação em causa. No entanto, é de referir que a abordagem predominante é a quantitativa.

      A investigação implicou a recolha de dados em duas escolas do ensino básico do distrito do Porto. A técnica predominante para recolha de dados foi a aplicação de um um teste de avaliação de conhecimentos à quase totalidade dos alunos do 5.º ano de escolaridade dessas duas escolas, em dois momentos distintos, no início e no final do ano lectivo 2009/2010. Esse teste foi constituído por questões de provas de aferição, pelo facto destas serem nacionais e terem o intuito de avaliar o modo como os objectivos e as competências essenciais de cada ciclo estão a ser cumpridos pelo sistema de ensino, em particular as competências que dizem respeito à Geometria e Grandezas.

      A amostra do estudo foi dividida em dois grupos: Grupo de Trabalho e Grupo de Controlo. O Grupo de Trabalho, durante o ano lectivo, foi submetido a aplicação de tarefas, envolvendo resolução de problemas e actividades de investigação, sobre os conceitos geométricos perímetro, área e volume.

      Os resultados obtidos provaram que as aprendizagens decorridas no 1.º Ciclo do Ensino Básico influenciaram as aprendizagens do 2.º Ciclo e que os alunos do Grupo de Trabalho melhoraram, significativamente, os seus resultados do primeiro para o segundo momento de avaliação, e esses são superiores aos dos alunos do Grupo de Controlo, pelo que a aplicação das tarefas favoreceu a aprendizagem dos conceitos perímetro, área e volume.


Fundación Dialnet

Dialnet Plus

  • Más información sobre Dialnet Plus

Opciones de compartir

Opciones de entorno