Ir al contenido

Dialnet


Maquetes: a representação do espaço no projeto arquitetônico

Imagen de portada del libro Maquetes

Información General

  • Autores: Lorenzo Consalez
  • Editores: Editorial Gustavo Gili
  • Año de publicación: 2002
  • País: España
  • Idioma: español
  • ISBN: 84-252-1847-0

Otros catálogos

Índice




  • Conteúdos:



    Primeira parte

    A maquete de arquitetura (Lorenzo Consalez)



    1 Conceitos introdutórios e escalas de representação

    1.1 A maquete de arquitetura

    1.2 O papel da maquete hoje

    1 3 Maquetes de estudo

    1.4 O projeto da maquete

    1.5 Maquetes volumétricas e maquetes analógicas

    1.6 A construção da maquete

    1.7 Escalas de representação



    2 A escolha dos materiais

    2.1 O significado expressivo dos materiais

    2.2 Maquetes de madeira

    2.3 Maquetes de papel e cartolina

    2.4 Maquetes de plástico e materiais heterogêneos

    2.5 Maquetes analógicas

    2.6 Outras maquetas de um único material



    3 Instrumentos e materiais

    3.1 Instrumentos

    3 2 Colas

    3.3 Cores

    3.4 Materiais



    Segunda parte

    A construção da maquete (Lorenzo Consalez, Chiara Wolter)



    4 O terreno

    4.1 Cortes do terreno

    4.2 Terreno inclinado

    4.3 Terreno urbano



    5 As paredes

    5.1 Volumes simples

    5.2 Definição arquitetônica parcial

    5.3 Definição detalhada



    6 As coberturas

    6.1 Coberturas inclinadas

    6.2 Coberturas planas

    6.3 Coberturas curvas

    6.4 Coberturas metálicas

    6.5 Coberturas transparentes

    6.6 Pérgolas



    7 As aberturas envidraçadas

    7.1 As janelas

    7 2 Estufas e vidraças



    8 O revestimento



    9 Os interiores

    9.1 Escadas

    9.2 Decoração fixa de interiores



    10 Arranjos exteriores e pavimentos

    10.1 Pavimentos exteriores

    10.2 Água



    11 A vegetação e as árvores

    11.1 Superfícies

    11.2 Elementos lineares (cercas vivas e alinhamentos em grande escala)

    11.3 Elementos pontuais (árvores)



    Fontes das ilustrações


Descripción principal

  • Na representação de um projeto de arquitetura, seja a nível de estudo seja profissional, é cada vez mais necessária a elaboração de objetos tridimensionais que integrem a descrição técnica do desenho com representações capazes de comunicar os aspectos proporcionais, formais e decorativos do próprio projeto. O objetivo deste livro é proporcionar o conhecimento sobre as técnicas e os materiais necessários para a construção de maquetes de arquitetura. O livro está ilustrado por vários desenhos e fotografias que explicam a seqüência das operações para realizar as maquetes e mostram exemplos construídos das mais interessantes experiências didáticas e profissionais contemporâneas.

Extracto del libro

  • Introdução

    A representação do projeto de arquitetura abrange um campo extremamente vasto de conhecimentos técnicos e expressivos. Como instrumento torna possível a descrição analítica das características construtivas e das operações necessárias para passar do projeto à realização. Portanto, requer um nível de comunicação especializado e utiliza linguagens, códigos e convenções acessíveis apenas a quem possui um conhecimento profundo da matéria.

    A descrição analítica e técnica não consegue esgotar a exigência da representação, já que a comunicação do projeto requer outros instrumentos que facilitem a compreensão de forma sintética tanto das idéias quanto do conteúdo. Este segundo nível de comunicação supera o campo dos principiantes na profissão e abre-se também aos usuários, clientes e, em geral, a um público que possui pouca experiência sobre os códigos técnicos.

    O objetivo deste manual é a representação tridimensional através de maquetes. Um campo que tradicionalmente se encarrega de facilitar a compreensão das relações espaciais, dos volumes, dos materiais, das cores e, em geral, das características de um espaço e de um ambiente que ainda não existam ou se encontrem longe, e portanto não são acessíveis pela experiência direta. O texto tem um caráter preferencialmente didático, já que está destinado a estudantes de arquitetura e de design.

    Consideramos especialmente útil introduzir uma reflexão profunda sobre a comunicação do projeto, seja pela exigência prática de responder a uma pergunta que nasce no interior das universidades e das escolas, seja pelo importante papel que o exercício da transmissão das próprias idéias exerce na formação.

    Este manual apresenta um tipo de texto muito específico. Restabelece um saber prático particularizando os seus componentes de modo a descrever, passo a passo, o procedimento necessário para obter um resultado complexo a partir da soma de operações simples. Justamente esta é a estrutura escolhida nas partes descritivas do texto. De qualquer forma, é evidente que as operações necessárias para obter uma representação requerem também um grau de síntese personalizado adequado aos objetivos comunicativos prefixados. Esta operação não é técnica, mas sim mental. O manual deve, portanto, não só conter a descrição de como realizar uma determinada parte, mas também conseguir transmitir o porquê da escolha de uma possibilidade entre as outras disponíveis. Tal escolha é uma verdadeira operação de projeto e por isso não pode ser descrita por meio de uma receita. É muito mais útil, segundo a nossa opinião, mostrar o desenvolvimento e as diversas opções através de exemplos e analogias.

    Por isso, este texto apresenta, seja nas partes específicas seja no interior dos capítulos operativos, exemplos e descrições de algumas experiências profissionais e didáticas recentes, onde transparece de maneira evidente a relação entre os materiais e os tratamentos escolhidos para tais representações e o tipo de arquitetura que estas descrevem. A intenção é enfatizar que as escolhas da representação estão intimamente ligadas com as opções do projeto.

    Também atribuímos uma especial importância ao papel operativo da representação tridimensional. A utilização de maquetes integradas no processo do projeto pode converter-se em uma importante confirmação da validade das soluções do próprio projetista, pode sugerir-lhe diversas alternativas no estudo dos volumes, dos materiais e das cores. De certa forma, o que desejamos enfatizar é que o hábito da comunicação do projeto torna-se de grande ajuda não só na transmissão da informação, mas também na elaboração das idéias.

    A importância da utilização de maquetes na representação dos projetos é determinada por duas razões fundamentais. Em primeiro lugar, devido à especialização geral do desenho técnico introduzida pela utilização do computador, as técnicas tradicionais de representação sintética parecem ter adquirido uma nova vitalidade, pela sua própria capacidade de resumir de modo imediato as características de um projeto complexo. Por outro lado, a utilização de técnicas alternativas e de hábitos de composição associadas a estas é pouco freqüente nas instituições de ensino. Ao contrário, estas instituições dão uma extrema importância ao estudo das técnicas de desenho e da elaboração das maquetes arquitetônicas. No entanto, consideramos de notável interesse a interpretação das técnicas de síntese material, habitual nas escolas do norte da Europa, que encontram uma aplicação válida também nas escolhas dos materiais a ser utilizados nas maquetes. Por isso descrevemos as formas de utilização de tais técnicas nos capítulos relativos ao arranjo dos espaços exteriores, aos materiais e à vegetação.

    A decisão de privilegiar as técnicas tradicionais na parte operativa do texto é uma escolha didática e, ao mesmo tempo, prática. Neste sentido, este livro oferece uma aproximação à representação tridimensional que pode ser imediatamente operativa, favorecendo em conseqüência a descrição de metodologias que limitem a utilização de equipamento informático e mecânico e permitam uma resposta o mais precisa possível às escolhas de representação mais comuns.


Fundación Dialnet

Dialnet Plus

  • Más información sobre Dialnet Plus

Opciones de compartir

Opciones de entorno