Ir al contenido

Dialnet


Os docentes e a avaliação da aprendizagem: um estudo na licenciatura em análises clinicas e saude publica

  • Autores: María Joao Pimenta Hilario
  • Directores de la Tesis: Juan A. Morales-Lozano (dir. tes.)
  • Lectura: En la Universidad de Sevilla ( España ) en 2016
  • Idioma: portugués
  • Número de páginas: 457
  • Materias:
  • Enlaces
    • Tesis en acceso abierto en: Idus
  • Resumen
    • A presente investigação pretendeu contribuir para a obtenção de uma resposta para a pergunta: qual o grau de satisfação dos docentes da Licenciatura em Análises Clínicas e Saúde Pública em relação à adequação da metodologia de avaliação utilizada para avaliar as competências dos alunos no contexto do Processo de Bolonha? No caminho traçado para obtermos essa resposta, foram definidas quatro etapas que corresponderiam a quatro objectivos específicos a atingir pelo trabalho: i) identificar as competências a adquirir pelo futuro licenciado em Análises Clínicas e Saúde Pública; ii) descrever a metodologia de avaliação das competências dos estudantes de licenciatura em Análises Clínicas e Saúde Pública; iii) diagnosticar a frequência com que os docentes utilizam os diferentes instrumentos de avaliação; e iv) analisar a satisfação dos docentes em relação à adequação da metodologia implementada para avaliar as competências dos alunos.

      O cumprimento dos objectivos pressupôs a realização de trabalho de campo dentro de uma unidade de estudo coincidente com o quadro de leccionação adequado a uma instituição do ensino superior onde fosse ministrado o curso referido. Em cumprimento desse pressuposto, contactámos a Escola Superior de Saúde Egas Moniz (ESSEM), a qual aceitou participar no projecto. Foi seguida uma metodologia com uma componente descritiva e uma componente analítica. A primeira componente incluiu a articulação de métodos e técnicas de obtenção de dados que passaram pela pesquisa bibliográfica, a consulta de documentos relativos à docência e à avaliação das competências dos alunos do curso referido na escola seleccionada, a descrição das posições dos professores em relação às principais dimensões do problema, a descrição, por parte de elementos directivos, do processo ensino-aprendizagem e a realização de grupos de discussão centrados nos resultados fornecidos pelos métodos anteriores. A segunda componente consistiu na análise estatística dos scores obtidos pela escala de Likert e das relações detectadas entre as frequências obtidas nas diferentes variáveis do problema.

      Os resultados da análise mostraram que os docentes estão satisfeitos com a adequação da metodologia em vigor para avaliar as competências dos alunos do curso. Porém, a variação de respostas e a diferença de opiniões fornecidas pelas opiniões de todos os agentes entrevistados mostram que existem muito problemas nessa adequação, como, por exemplo: os docentes têm dificuldade em identificar claramente as competências específicas a avaliar por cada instrumento de avaliação e em ajustar a metodologia de avaliação nos moldes de Bolonha às condições contextuais do desenvolvimento do processo de ensino-aprendizagem, descentrando das suas funções a adequação entre a metodologia de avaliação de competências e a metodologia de leccionação (problemas diagnosticados a partir da análise dos PUCs). De acordo com as posições dos elementos localizados mais próximo do topo da hierarquia tanto no campo da organização do curso (Coordenador da Licenciatura em Análises Clínicas e Saúde Pública) como no da organização pedagógica (Presidente do Conselho Pedagógico) e científica (Presidente do Conselho Científico) da ESSEM os maiores desajustes observam-se ao nível da mudança dos hábitos e da mentalidade dos docentes para a realização de um processo ensino-aprendizagem no moldes de um novo paradigma educacional.

      Palavras-chave: Avaliação; Competências; Analista Clínico; Satisfação; Docentes


Fundación Dialnet

Dialnet Plus

  • Más información sobre Dialnet Plus

Opciones de compartir

Opciones de entorno